Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Publicidade
Fernando Schüler Fernando Schüler Por Fernando Schüler
É preciso saber criticar o gesto autoritário, venha ele de onde vier
A desigualdade, a partir de um certo ponto, é destrutiva para a sociedade e para a democracia. A pergunta óbvia a fazer é: que ponto exatamente seria esse?
Na premissa, somos liberais; no mundo da vida, nem tanto
De um país que prometia alguma convergência, à época da transição, produzimos um mundo político rasteiro e hiperpolarizado
Um grande país se faz com fidelidade a ideias e visões de longo prazo, e requer alguma frieza diante das paixões da hora
Cacofonia dos dias de hoje é apenas um teste sobre nossa capacidade de viver em um mundo diverso e sobre o valor que efetivamente concedemos ao pluralismo
Talvez sem desejar, o presidente do PCO testou os limites da nossa democracia
A cultura woke anda por toda parte. Traduz um tipo de vigilância coletiva, facilitada pela internet
Traço comum nos programas de governo no Brasil é a generalidade. Lula agora faz a mesma coisa, só que deu uma exagerada
Nosso problema é existencial. Não é a incapacidade de aprender, mas de não saber diferenciar um erro de um acerto
A vida é feita de infinitas histórias. Todas elas nos dizem para acreditar nas pessoas e no melhor que cada um pode ser
O desejo humano: a pandemia fez urgente o que era distante
Devemos trocar a paixão por um político pela defesa calma de ideias
Ideias inovadoras fazem o mundo andar para a frente
Aceitamos passo a passo a relativização da lei, ao sabor da política
O que está em jogo é a livre expressão de diferentes visões políticas
Deveríamos voltar à antiga e simples separação entre os poderes
Em meio à tempestade, o melhor a fazer é largar um pouco o besteirol, de ambos os lados, e raciocinar sobre reformas e votações no Congresso
O escândalo do MEC é uma escaramuça pré-eleitoral ou traduz um padrão no trato da coisa pública?
Há pessoas que se bateram pela liberdade de expressão e hoje se calam
Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)